Dirigir no exterior – Carteira de Motorista Internacional

Publicado na categoria: Dirigir no Exterior em 19/08/2011 por Redação

Dirigir no exterior – Carteira de Motorista Internacional

Está planejando uma viagem para o exterior?

Como qualquer viajante experiente, você já percebeu que, na maioria das vezes, o aluguel de carros é a melhor opção para a sua locomoção. Mas e para alugar um carro fora do Brasil? Como funciona esta comodidade?

A primeira coisa que vem na cabeça de todo viajante com esse questionamento é a habilitação. “Será que preciso de uma Carteira de motorista Internacional?”

A Habilitação é um documento extremamente importante em todos os países, portanto, nós da RentCars preparamos um post para explicar tudo o que você precisa saber sobre esse tema, para então poder ampliar a sua quilometragem e deixar novos horizontes em seu espelho retrovisor.

O que é a Carteira de motorista Internacional?

A Carteira de Habilitação Internacional (CHI) ou Permissão Internacional para Dirigir (PID), é um documento de identidade que funciona como a CNH.

Este documento é válido e pode ser apresentado em mais de 100 países. Porém, ele não substitui sua habilitação brasileira, ou seja, no Brasil você deve sempre trafegar portando sua CNH.

A carteira internacional foi criada para facilitar ao máximo a aproximação de um sistema de trânsito mundial padrão. O modelo deste documento segue a padronização estabelecida na Convenção de Viena, firmada em 08 de novembro de 1968 e promulgada pelo Decreto nº 86.714, de 10 de dezembro de 1981.

A CHI irá apresentar suas informações pessoais, tais como a categoria de sua carteira, seu nome completo, a validade, etc, descritas na língua portuguesa e nas preconizadas pela Convenção de Viena.

Placa Americana

O sistema de placas foi padronizado pela Convenção de Viena, porém nem todas seguem uma linha, portanto ao dirigir no exterior é sempre bom compreender a língua.

Mas é realmente necessário possuir uma CHI para dirigir no exterior?

Eu diria que sim, é necessário possuir uma CHI, porém o porte deste documento não é obrigatório em todos os países.

Mas vamos explicar um pouco melhor sobre isso.

Durante a mencionada convenção, ficou estabelecido que os documentos de habilitação oficiais válidos em um dos países participantes seria, a partir de então, válido também no território de qualquer outro país presente e assinante do tratado. Dessa forma, você pode utilizar sua CNH brasileira em qualquer um dos países participantes desta convenção.

Então por que fazer sua Carteira Internacional?

Na eventual ocorrência de uma situação desagradável, como, por exemplo, uma infração ou um acidente, os envolvidos precisam apresentar seus documentos, e nossa CNH é completamente descrita em português.

Ao se deparar com um documento em uma língua estrangeira, o agente provavelmente irá encaminhá-la para que seja realizada uma tradução juramentada e a verificação da autenticidade do documento junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Só de ler você já consegue imaginar o tempo que isso vai levar não é? Sem contar com a dor de cabeça.

Agente de Trânsito

A CHI tem a função de facilitar o processo tanto para os condutores quanto para os Agentes de Trânsito

Quais são os países que firmaram acordo na convenção de Viena?

Sua CNH é válida nos países abaixo mencionados, e você pode trafegar legalmente em seus territórios. Em outros países,é obrigatório o porte de uma CHI.


Legenda
Países que fazem parte da convenção de Viena

Países que não fazem parte da convenção de Viena

 

Confira os países da convenção na listagem abaixo:

África do Sul, Albânia, Alemanha, Anguila (Grã Bretanha), Angola, Argélia, Argentina, Arquipélago de San Andres Providência e Santa Catalina (Colômbia), Austrália, Áustria, Azerbaidjão, Bahamas, Barein, Bielo-Rússia, Bélgica, Bermudas, Bolívia, Bósnia-Herzegóvina, Bulgária, Cabo Verde, Canadá, Cazaquistão, Ceuta e Melilla (Espanha), Chile, Cingapura, Colômbia, Congo, Coreia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Cuba, Dinamarca, El Salvador, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, Estônia, Federação Russa, Filipinas, Finlândia, França, Gabão, Gana, Geórgia, Gilbratar (Colônia da Grã Bretanha), Grécia, Groelândia (Dinamarca), Guadalupe (França), Guatemala, Guiana, Guiana Francesa (França), Guiné-Bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Hungria, Ilha da Grã-Bretanha (Pitcairn, Cayman, Malvinas e Virgens), Ilhas da Austrália (Cocos, Cook e Norfolk), Ilhas da Finlândia (Aland), Ilhas da Coroa Britânica (Canal), Ilhas da Colômbia (Geórgia e Sandwich do Sul), Ilhas da França (Wallis e Futuna), Indonésia, Irã, Iriã Ocidental, Israel, Itália, Kuwait, Letônia, Líbia, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Martinica (França), Marrocos, Mayotte (França), México, Moldávia, Mônaco, Mongólia, Montserrat (Grã Bretanha), Namíbia, Nicarágua, Níger, Niue (Nova Zelândia) Noruega, Nova Caledônia (França), Nova Zelândia, Nueva Esparta (Venezuela), Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polinésia Francesa (França), Polônia, Porto Rico, Portugal, Reino Unido (Escócia, Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Centro Africana, República Checa, República Dominicana, Republica Eslovaca, Reunião (França), Romênia, Saara Ocidental, Saint-Pierre e Miquelon (França), San Marino, Santa Helena (Grã Bretanha), São Tomé e Príncipe, Seichelles, Senegal, Sérvia, Suécia, Suíça, Svalbard (Noruega), Tadjiquistão, Tunísia, Terras Austrais e Antártica (Colônia Britânica), Território Britânico no Oceano Índico (Colônia Britânica), Timor, Toquelau (Nova Zelândia), Tunísia, Turcas e Caicos (Colônia Britânica), Turcomenistão, Ucrânia, Uruguai, Uzbequistão, Venezuela e Zimbábue.

Dirigir no Egito

Para se dirigir no Egito, a situação é um pouco mais complicada. É sempre prudente consultar a Embaixada do país em que se pretende visitar, para esclarescer os detalhes da direção de estrangeiros em seu território

Recebi uma multa no exterior, como proceder?

O motorista que cometer uma infração no exterior poderá ter sua CHI retida e, em alguns países, até pode ser intimado a comparecer a audiências,  dependendo da gravidade da mesma.

Nos casos mais leves, a infração é automaticamente registrada junto à locadora, e o condutor terá de pagar uma taxa para o envio do documento ao Brasil.

Assim que o documento for registrado pelos órgãos nacionais, deve ser paga a taxa indicada em uma unidade do banco internacional apontado na fatura. E lembre-se sempre, no exterior não existe essa de jeitinho brasileiro, você tem que pagar a multa!

Em países como os Estados Unidos, algumas vezes a multa pode ser cobrada pelo agente de trânsito na hora da infração, portanto não se assuste, o agente não está tentando lhe passar a perna.

Com uma CHI, todo esse processo se torna muito mais ágil, evitando um estresse desnecessário, assim como foi mencionado nos tópicos anteriores.

E o que eu faço para obter uma Carteira Internacional?

Para obter uma CHI, é necessário que o condutor possua CNH vigente; este documento não será fornecido a condutores que possuam apenas a Autorização para Conduzir veículo Ciclomotor (ACC).

Ele pode ser requisitado em qualquer um dos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Estados e do Distrito Federal. Dessa forma, o preço para a expedição do documento varia de um local para o outro, pois ele é estabelecido pelos mesmos.

O prazo de validade da Permissão Internacional para Dirigir, a categoria da habilitação e as restrições médicas serão os mesmos informados na sua CNH.

Na hipótese de ocorrer qualquer alteração no cadastro do condutor, a mesma deverá ser incluída no respectivo documento internacional de habilitação.

A CHI não é renovável.  Ao vencer, deve-se iniciar um novo processo para emissão de uma nova. O prazo de emissão da Carteira varia de 1 a 5 dias, dependendo do local onde for solicitado.

Carteira Internacional

Com a sua Carteira Internacional você não terá problemas para dirigir no exterior

Documento necessários para a emissão da Carteira de Habilitação Internacional

  • Cópia da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), dentro do prazo de validade.
  • Cópia da Carteira de Identidade (RG)
  • Cópia do comprovante de endereço residencial no Brasil

Mas tudo isso é regra? Todos os países seguem este padrão?

Dependendo do seu destino, os processos descritos podem ser diferentes, até mesmo alguns países da convenção podem adotar processos diferentes.

Portanto, ao lidar com este assunto, lembre-se também de pesquisar informações específicas para o país ao qual você irá visitar, pois tratando-se de assuntos internacionais, os Estados específicos podem diferir completamente de uma maioria, que foi a que nós procuramos descrever aqui.

 

Com essas informações, fica muito mais fácil viajar para o exterior, não fica?

Mas e aí, para onde você está indo? Nós da RentCars queremos saber! Você tem mais alguma informação sobre esse assunto? Ficaríamos agradecidos se você deixasse seu comentário, enriquecendo as informações!


Esse post foi escrito para o Blog da Rentcars - Aluguel de Carros.

Todos os esforços foram feitos para validar todas as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Mobicar não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, bem como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Mobicar e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.

Comente via Facebook

5 Comentários para “Dirigir no exterior – Carteira de Motorista Internacional”

  1. claudia says:

    Desculpe gostaria de dirigir na Italia, ficou claro que posso dirigir com a minha carteira de habilitacao brasileira !!! ou estou enganada !!!!

  2. Marcelo says:

    Vou para europa visitar diversos paises , e vejo que no mapa mundi, a alemanha não está pintada de laranja, porém, no texto dos paises, consta . Afinal, para se dirigir na Alemanha preciso ou não da carteira internacional?

  3. igo says:

    porra nenhuma detran inventou isso mas nem precisa nos EUA. só apresentar a sua cnh e ja era, 10 dias livres dirigindo na california.

  4. joao a m silva says:

    NÃO DIRIGIR COM 16 ANOS. SOMENTE COM 21 ANOS ACIMA. NOS PAISES DESENVOLVIDOS A IDADE MÍNIMA JÁ É (EUA) 21 ANOS E NA EUROPA VAI SER DE 21 ANOS ACIMA.O NÚMERO DE ACIDENTES IRÁ REDUZIR MUITO.NOSSO PAÍS DEVE SEGUIR AS ESTATÍSTICAS EM AUMENTAR A IDADE PARA DIRIGIR, ALCOOL ZERO E DIMINUIR A VELOCIDADE DOS VEÍCULOS . OBRIGATORIEDADE DE RADARES EM TODAS AS CIDADES .ACHO QUE VAI DIMINUIR DEMAIS OS ACIDENTES DE TRÂNSITO E TENDO COMO CONSEQUÊNCIA IMEDIATA AS DESPESAS NA SAÚDE PÚBLICA.

  5. Anna says:

    A partir de que idade pode se retirar a carteira de motorista internacional?

Deixe um Comentário

Nome:

E-mail:

Website:

Comentário: Free WordPress Theme
Weboy
WordPress Themes