Estrada Cênica Linha Verde

Publicado na categoria: Roteiros em 04/07/2011 por Samantha Alievi

Estrada Cênica Linha Verde

Havia uma época em que o litoral baiano ainda não havia sido totalmente explorado, suas belezas eram desconhecidas pelos turistas e quem quisesse ir para a praia optava por Salvador. Foi uma estrada que mudou este cenário e trouxe à tona uma paisagem selvagem de tirar o fôlego.

A Estrada do Coco foi a primeira a levar aventureiros para o litoral norte e logo a Linha Verde foi a responsável por desbravar ainda mais a região litorânea. O visual da estrada é típico do Nordeste: muito verde misturado com a areia branca e os morros que surgem das dunas de areia.

A Estrada Cênica Linha Verde detém o título de primeira rodovia ecológica do país. No início de suas obras, foi feito um estudo para avaliar o impacto ambiental que este enorme risco cinza poderia trazer à fauna local. Quem já circulou inúmeras vezes pelas rodovias do Brasil deve ter percebido que em algumas localidades há um grande número de animais mortos na pista, o que significa perigo para o condutor e também para o pobre bicho que está no habitat natural que foi devastado.

Bahia - Sergipe

Linha Verde: muitas dunas, praias e estrada em bom estado

Inicialmente, a Rodovia ecológica era apenas o trecho entre Lauro de Freitas e Camaçari, mas com a demanda por uma nova ligação entre Bahia e o estado de Sergipe, em 1993 foi realizado uma ampliação na estrada que gerou a Estrada Cênica Linha Verde.

Viajando pela Linha Verde

O marco zero da Linha Verde não poderia ser melhor: a Praia do Forte está ao seu lado para começar a jornada por uma das estradas mais bonitas do Brasil. Você pode alugar um carro no aeroporto de Salvador e partir direto para a rodovia: a rota começa saindo pela direita na Avenida Octavio Mangabeira e segue pela Estrada do Coco.

A Estrada do Coco está em boas condições e é bem sinalizada; você é informado a cada trecho sobre os lugares próximos. Como ela corta municípios, em alguns pontos você encontra moradores cruzando a rodovia, então tenha cuidado com a velocidade e mantenha a atenção nos transeuntes.

Após passar pelo pedágio da Estrada do Coco, em poucos quilômetros você chega a uma antiga aldeia de hippies que nos anos 60 abdicaram de todas as mordomias da modernidade e decidiram viver um estilo próprio, com a paz e o amor reinando: Arembepe. O lugar já serviu de refúgio para a cantora Janis Joplin, que chegou a viver em uma cabana do povoado. A rodovia segue passando por Guarajuba e Itacimirim para então chegar à Linha Verde.

Bahia - Sergipe

Primeira parada: vila hippie de Arembepe com suas cabanas de palha

A Estrada Cênica Linha Verde está em melhor conservação que a do Coco, por ser pouco movimentada, principalmente na baixa temporada. Infelizmente, nela a via é mão única; o lado bom é que não há nenhum pedágio.

Caso tenha o desejo de ir conhecendo cada praia deste circuito, logo no começo da viagem você pode pegar a rotatória da Linha Verde e entrar no acesso à Praia do Forte. Este lugar é emblemático: os 12 Km de praias e piscinas naturais são cercados por história.

Bahia - Sergipe

A Praia do Forte mantém traços da época da colonização

Um pequeno povoado de pescadores, uma antiga igreja e uma simples cruz de madeira dão a impressão que os jesuítas estiveram aqui ontem. Não deixe de visitar o único castelo medieval construído no Brasil, o Castelo Garcia D’Ávila.

Saindo da Praia do Forte e continuando a nossa rota, você ainda pode visitar a Reserva Sapiranga, perto da divisa com Imbassaí. Quem gosta de ecoturismo pode levar uma mochila com acessórios de trilhas, pois há várias pela Mata Atlântica.

Na Estrada Linha Verde você não cruza cidades, cruza praias. Após sair de Imbassaí e a notória Costa do Sauípe, você pode pegar o acesso a Massarandupió. O nome difícil é lugar da única praia oficial de nudismo da Bahia.

Da rodovia você não verá nada, os nudistas estão bem protegidos pelas dunas do agreste. Se a sua viagem for na baixa temporada e você é um pouco envergonhado, pode ir para a praia sem nenhuma inibição. Nesta época quase ninguém frequenta o local e ela fica deserta. Você terá só para si um cenário de águas azuis, areia dourada e fortes ondas.

Bahia - Sergipe

O verão durante quase o ano inteiro rende às praias nordestinas uma temperatura agradável para mergulho

Após desbravar esta paisagem selvagem, você deixará para trás Subaúma e chegará ao encontro de três lagoas: Verde, Mamucabo e Azul. Você pode deixar o carro de lado e passear de bugre pelas areias e entrar nas águas quentes destas lagoas.

Uma fileira de coqueiros muda a paisagem da rodovia e é o cartão de visitas aos motoristas que chegam em Conde. Transformada posteriormente em vila de pescadores, este lugar é mais um na lista de belezas exóticas e únicas da Bahia.

Bahia - Sergipe

A Praia dos Coqueiros, em Conde

Siga as placas que informam que Sergipe está perto. Percorrendo o asfalto vamos nos aproximando de Mangue Seco, nossa última parada na Estrada Linha Verde. Nas dunas de Mangue Seco, Tieta seduzia e encantava os homens que ali apareciam. A história de Jorge Amado foi filmada nesta vila de pescadores que está na nossa rota da Estrada Cênica de Linha Verde.

Bahia - Sergipe

As dunas de Mangue Seco, última parada da Linha Verde

Mangue Seco tem uma população de menos de 200 habitantes e é, na verdade, uma vila na cidade de Jandaíra. Para chegar a ela é um pouco complicado, mas vale a pena para quem quer conhecer um lugar intocável pela modernidade.

Fique sabendo!

Entre a cidade de Lauro de Freitas (a primeira da rodovia do Coco) e a Praia de Jauá, há um pedágio que custa R$ 4,60 nos dias úteis e R$6,90 em dias de feriado e fim de semana.

Não é toda a rodovia que é duplicada. Em toda a Linha Verde você terá uma via de mão única e a pista é um pouco estreita; o acostamento é satisfatório para paradas rápidas;  mas se você quiser dar uma paradinha para esvaziar a bexiga, prefira esperar um pouco e ir em um posto.

Bahia - Sergipe

Somente no trecho entre Salvador e Camaçari que a estrada é duplicada

Nas ruas que dão acesso às praias, o asfalto pode estar deteriorado e com muita areia. Por isso, não faça movimento bruscos no volante; o carro não chega a derrapar, mas pode escorregar se você tiver que frear rapidamente.

Como o ponto de partida é o aeroporto, por lá você pode alugar um veículo e fazer toda esta trajetória devolvendo o carro em Sergipe. Já fizemos um post sobre como funciona devolver o automóvel em outra localidade e no site da RentCars há opções de veículos nestas cidades.

Já viajou pela Estrada Linha Verde e tem mais dicas para nossos viajantes? A nossa caixa de comentários está aberta para você!


Esse post foi escrito para o Blog da Rentcars - Aluguel de Carros.

Todos os esforços foram feitos para validar todas as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Mobicar não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, bem como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Mobicar e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.

Comente via Facebook

Deixe um Comentário

Nome:

E-mail:

Website:

Comentário: mugen 2d fighting games
Free WordPress Theme
WordPress Themes